Redução e minimização de resíduos e Produtos reciclados

A minimização ou redução de resíduos inclui qualquer prática, ambientalmente segura, de redução na fonte, reuso ou reciclagem e recuperação de materiais e/ou do conteúdo energético dos resíduos, visando reduzir a quantidade ou volume dos resíduos a serem tratados e adequadamente dispostos.

Tijolo piso drenante Tapet Composteira

Vasos e Ânforas

O Designer Domingos Tótora, elegeu o papel reciclado como matéria prima para o seu trabalho que transita entre a arte e o design. Suas peças possuem a certificação do Instituto de Qualidade Sustentável e o processo de produção é 100% manual. Na primeira etapa o papel Kraft reciclado é desmanchado, formando uma massa de celulose à qual é adicionada cola. Em seguida as peças são moldadas e após a secagem são impermeabilizadas. Para a reprodução das peças o designer conta com a ajuda de doze artesãos.

Revestimento Lepri Organic

As ecopastilhas da Lepri utilizam duas tecnologias ecologicamente corretas: esmalte confeccionado a partir das cinzas geradas nas queimas de madeira de olarias e cerâmicas e também o vidro reciclado na massa da cerâmica, este vidro é proveniente do reaproveitamento de resíduos de lâmpadas fluorescentes, (material que contém mercúrio em sua composição, que contamina o solo, os seres humanos e o meio ambiente, e que demoraria 200 anos para ser absorvido pela natureza).

TaPET Claudia Araújo

O tapPET, criado a partir do reaproveitamento de garrafas plásticas recicladas é confeccionado 100% com fio PET em tear manual. A proposta de Claudia Araújo é reaproveitar inovando no design, sem perder de vista a utilização e manutenção do produto. Os trabalhos são feitos à mão por um grupo de tecelãs no sul de Minas Gerais.

Almofadas e Minifuton Locomotiva

Almofadas confeccionadas com o tecido  Locomotiva Eco Juta,  composto de 60% algodão e 40% juta e desenvolvido a partir da fibra da juta, cujo plantio não utiliza fertilizantes ou defensivos.
Minifuton é confeccionado com a Lona Locomotiva EcoReciclado, produzida com fios de algodão reciclado e fios de garrafas PET recicladas. O fio reciclado é obtido a partir do processo de reaproveitamento de retalhos de confecções, neste processo o fio não passa por um novo tingimento, o que implica em economia direta de água.

Projeto Fazenda Três Pontes- CBFT/Brasilinvest

A Fazenda Três Pontes, em Sousas,  dará lugar a um empreendimento imobiliário que demonstra respeito ao ambiente desde seu planejamento. Nas terras onde antigamente se produzia eucaliptos será realizada a destoca, que consiste na retirada, após o corte das árvores, dos tocos e raízes enterradas, possibilitando uma nova utilização do solo.
A prática usual é direcionar o material lenhoso retirado para aterros, olarias ou abandono para apodrecimento, gerando assim emissões de CO² na atmosfera.
Visando diminuir este impacto no ambiente, o projeto “Radica das Três Pontes” está pesquisando o uso deste material para movelaria e artesanato. Esta iniciativa busca fixar o CO² evitando sua emissão na atmosfera, contribuindo assim com a redução do efeito estufa.

Tijolo Ecológico

Bloco composto de terra, cimento e água, obtido por meio da prensagem dos materiais. Fabricado sem a queima, evitando a emissão de CO². Não necessita de massa para assentamento e permite o embutimento de tubulações elétrica e hidráulicas, evitando a quebra de paredes e desperdício de material.

Piso Drenante

O piso Megadreno é composto por cimento reciclado, fibras naturais e agregados minerais, possuindo uma capacidade drenante superior a 91%, isto confere maior flexibilidade às áreas que necessitam de permeabilidade e colabora no controle de enxurradas em áreas urbanas.

Composteira

O envio dos resíduos do dia a dia, para aterros sanitários é a medida mais prática, mas está longe de ser a melhor alternativa ambiental. A compostagem é uma das melhores soluções para atenuar ou eliminar os fatores indesejáveis resíduos orgânicos, de forma a não contaminar o meio ambiente.
Consiste na coleta do lixo orgânico, como folhas secas e cascas de ovos em recipientes aerados, que após em período médio de 30 dias, por meio de um processo biológico, se transformam em húmus para ser utilizado como adubo em jardins. Este material é rico em minerais e capaz de modificar as propriedades físicas do solo, aumentando a capacidade de retenção de água e nutrientes. Além disso, a presença de húmus no solo pode aumentar o aproveitamento dos fertilizantes minerais aplicados.
O húmus produzido pela composteira foi usado na horta orgânica.